Rabo de Macaco: A beleza do Mundo dos Cactos

Rabo de Macaco: A beleza do Mundo dos Cactos

O cacto “rabo de macaco” tem esse nome por conta da sua aparência pendente e pequenos espinhos brancos que juntos vão lembrar a aparência de um rabo de macaco.

Uma espécie bem popular, mas que é necessário alguns cuidados para não se machucar no manuseio dessa espécie!

No artigo de hoje vamos explorar mais sobre o Cleistocactus Winteri subsp. Colademono.

Principais Características do Rabo de Macaco:

O Cleistocactus Winteri subsp. Colademono é um cacto que tem sua origem na Bolívia, o nome dessa subspecie “colademono” é um termo em espanhol que faz justamente referência ao seu apelido “rabo de macaco”

Faz parte dos cactos pendentes, então o local ideal para o cultivo é em uma parede alta para que ele possa crescer em direção ao chão. A sua coloração vai ser um verde brilhante e coberto por “pelos” brancos que são seus espinhos.

É uma espécie que pode se adaptar bem em ambientes internos e externos, entretanto é necessário fornecer uma adubação para isso. Curiosidade, muita gente confunde o rabo de macaco com o cacto rabo de gato

Um ponto que gostariamos de te falar é que sempre que for mexer nesse cacto, mexa no sentido de cima para baixo e nunca de baixo para cima.

Resumo do Rabo de Macaco:

ItemDescrição
Nome Científico:Cleistocactus Winteri subsp. Colademono.
Nomes Populares:Rabo de macaco, Cacto cola de Ouro
Origem:América do Sul – Especialmente região montanhosa, como a Bolívia
Ciclo de Vida:Perene
Porte:Colunar, com caules que podem crescer até 3 metros de altura
Floração:Flores tubulares, geralmente de cor vermelho emergindo dos lados dos caules
Clima:Climas mais amenos

Como é a floração?

A flor do rabo de macaco é pequena e delicada, geralmente surgindo em cachos nos caules. Estas flores podem variar em tons de amarelo, rosa ou vermelho, dependendo da espécie e das condições de cultivo.

Flor do Rabo de macaco - Fonte: Gilberto_Mesquita via Canva
Flor do Rabo de macaco – Fonte: Gilberto_Mesquita via Canva

O que é o Gênero Cleistocactus?

O cacto “rabo de macaco” pertence ao gênero Cleistocactus que é um grupo de cactos nativos das regiões montanhosas da América do Sul, especialmente da Argentina, Bolívia e Peru. São caracterizados por seus caules colunares e eretos, muitas vezes cobertos com espinhos densos e finos.

Como cultivar o Rabo de macaco?

O cultivo do cacto é fácil e o que você vai precisar é mais tomar cuidado para não manusea-lo na direção errada. Abaixo preparamos uma série de dicas para um bom cultivo:

  • Luz: Prefere luz solar direta a parcial.
  • Solo: Utilize um solo bem drenado, ideal para suculentas e cactos.
  • Rega: Regue com moderação, permitindo que o solo seque entre as regas.
  • Temperatura: Prefere climas mais amenos, mas é resistente a variações.
  • Adubo: Use um fertilizante de liberação lenta durante a estação de crescimento.
  • Manuseio: Nunca manusei o cacto no sentido de baixo para cima. Manusei no sentido de cima para baixo.

Leia mais em: Como Cultivar Cactos: Principais dúvidas e Ideias de decoração

Como fazer mudas do Cacto?

A propagação do rabo de macaco é um processo que pode ser feito através da separação de estacas, confira o passo a passo:

  1. Pegue um vaso que contenha vários segmentos do cacto
  2. Separe uma faca e limpe a faca com álcool propílico
  3. Selecione um segmento do cacto grande e faça cortes de estacas de 7cm
  4. Passe álcool propílico na base de cada corte
  5. Deixe os cortes secarem por até 4 dias
  6. Depois disso plante os cactos no sentido dos espinhos – Então de cima para baixo, isso vai ajudar o cacto a crescer da maneira correta
  7. Volte a regar a nova muda após 15 dias para garantir que tenha enraizado bem

Leia mais em: Como fazer Mudas de Cactos: 4 Métodos Populares

Doenças que o Rabo de macaco pode pegar:

Pode ser suscetível a algumas doenças e pragas, como a podridão de raiz, geralmente resultante do excesso de água, e infestações de pulgões e cochonilhas que atacam suas folhas e caules.

O importante é adotar algumas medidas preventivas, como uma rega adequada e o uso de um solo bem drenado para evitar a podridão das raízes.

Outro ponto é conferir periodicamente em busca de sinais de pragas e caso ache alguma coisa, uma opção é tratar com produtos de pesticidas ou intervenções manuais.

Gostou de conhecer mais sobre o Cleistocactus winteri subsp. colademono? Então continue acompanhando os nossos materiais sobre espécies de cactos no Blog Verde na Web e também te convidamos a deixar o seu comentário contando sua experiência!

Tags

Cleistocactus

Verde na Web

Verde na Web

O site "Verde na Web" é gerenciado com dedicação ao cultivo de plantas, à produção de conteúdos que solucione questões e problemas relacionados à jardinagem buscando estimular a prática da jardinagem fornecendo conteúdo relevante e acessível, aumentando o conhecimento sobre e promovendo um maior contato com a natureza. Oferecemos conteúdos qualidade, incluindo dicas para cuidar de plantas, criar hortas, conhecer espécies de flores, plantas, suculentas, cactos, além de ideias de decoração e projetos de faça-você-mesmo

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Otimizado por Lucas Ferraz.