Plantas Terrestres para Aquário: Tudo que você precisa saber

HomePlantasPlantas Terrestres para Aquário: Tudo que você precisa saber

Publicado em

Categorias:
RodaZen
Loja de Produtos Zen

Compre produtos Zen, como estatuas, incensos, incensários, pedras e muito mais.

Você conhece as plantas terrestres para aquário?

Além de proporcionar um ambiente similar ao natural, as plantas terrestres que também podem ser utilizadas no aquário, estão sendo muito usadas para compor a decoração dos lares dos nossos pets aquáticos e são diversos tipos de plantas que podem ser colocadas em um aquário.

Você também pode se interessar por:

plantas terrestres para aquário

O que é necessário para ter plantas de aquário

Ter um aquário com planta é muito bonito, só que as plantas no aquário precisam de cuidados diferentes daquelas que vivem em outros ambientes, então é importante saber o que colocar e o mais legal é que existem diversos tipos de plantas que podem ser utilizadas com este fim: marimo, rizomas, musgos, plantas carpetes, plantas flutuantes, bulbos e até plantas de caule.

Substratos para o aquário

Na hora de escolher um substrato é necessário ter atenção a dois pontos, primeiro sobre os peixes que estão no aquário pois algumas espécies costumam revirar o substrato e segundo que é a fixação das plantas no substrato, areias finas tendem a ter dificuldade de fixar as plantas no inicio.

Temos dois tipos de substratos fertil que é o Humus de minhoca que é um fertilizante potente e barato e substratos especiais que são produtos elaborados por profissionais e costumam ser mais caros.

Caso opte por humus de minhoca na montagem, sugerimos que estude bastante na hora de aplicar, pois como é um fertilizante potente pode gerar excesso de nutrientes e causar maiores problemas dentro do aquário.

Nutrientes e Fertilização para crescer

Em diversos casos é necessário utilizar fertilizantes no aquário para garantir que as folhas cresçam e estejam saudáveis, só que caso opte por um substrato fertil, provavelmente não será necessário utilizar produtos fertilizantes para aquário por conta do substrato já entregar uma boa quantidade de nutrientes para as plantas.

Mesmo assim, caso seja necessário utilizar fertilizantes, então tenha cuidado para que não tenha problema com o crescimento de algas.

Perigos que podem vir com a planta

Antes de colocar uma planta no aquário, realize uma quarentena com a planta para diminuir a chance que nenhum perigo chegue ao seu aquário e alguns desses perigos podem ser caramujos, insetos predadores, vermes, algas, fungos e doenças.

A quarentena da planta ajuda a matar todos esses perigos e diminuir bastante a chance de aparecer algo que afete os habitantes do aquário.

Cuidados com Algas no Aquário

As algas podem dar um visual diferenciado para o aquário e ajudar a reproduzir o ambiente natural do peixe, entretanto o desenvolvimento excessivo pode ser dificil de controlar e pode causar problemas para as demais plantas.

Para evitar isso opte por uma vegetação que seja suficiente para consumir os nutrientes presentes no aquário, alimente os peixes com as quantidades corretas evitando que fique restos dentro e também realize periodicamente a famosa TPA que ajuda a controlar.

Luminosidade para aquário

Um dos pontos importantes é como a luz chega no aquário, diversas pessoas posicionam o aquário em lugares que em algum momento do dia recebem luz solar e é nesse momento que as plantas aproveitam para se desenvolver.

Só que caso não tenha um local desse, a segunda opção é utilizar uma iluminação especifica para aquários e levar em consideração que a regra utilizada em geral é de 0,5 watt por litro de água.

Então por exemplo um aquário de 30L teria que ter uma luminosidade de 15 watts para ficar 0,5 watt por litro, mas vale lembrar que isso pode variar dependendo da necessidade das plantas escolhidas.

Como escolher planta aquática para aquário

Na hora de escolher uma planta para aquário, o que é necessário levar em consideração é o tamanho do aquário, o cenário que deseja criar, as necessidades dos peixes e os tipos de plantas anãs, pequenas ou grandes, qual o ph da planta e do aquário.

Seguindo esses critérios é possível escolher com maior clareza qual planta vai se adaptar melhor ao seu aquário.

Benefícios das plantas no aquário

Claro que inicialmente pensamos em utilizar como parte da decoração do aquário, entretanto as plantas aquáticas trazem diversos benefícios para o ambiente que estão e alguns desses benefícios são:

  • Podem melhorar a filtragem química do aquário
  • Reduzem a quantidade de algas
  • Liberam oxigênio na água
  • Reconstroem ambientes naturais para os peixes
  • Criam esconderijos para os peixes
  • As raízes fixam o substrato no lugar

5 Tipos de Plantas Terrestres para Aquário

Samambaia d’água:

samambaia-dagua
samambaia-dagua

Uma das plantas favoritas entre os brasileiros, também possui uma versão aquática! A Samambaia d’água, é uma espécie muito tradicional entre os amantes de aquário, devido à sua versatilidade e resistência.

Além disso, suas folhas são dispostas em um belo padrão ramificado, que adicionam charme a qualquer ambiente aquático. Mas é preciso ficar atento a um detalhe: o crescimento dessa planta pode ser um desafio!

É necessário estar sempre atento e pronto para realizar a poda, já que o desenvolvimento descontrolado da planta pode sufocar outras espécies e prejudicar o bem estar dos seus pets aquáticos.

  • Nome Científico: Ceratopteris cornuta
  • Manutenção: média
  • Temperatura: 20°C a 28°C 
  • pH: 5.0 a 9.9
  • Substrato: simples
  • Iluminação: média
  • CO2: necessita

Anubia Anã:

anubia-ana
anubia-ana

Há diferentes espécies de Anubia Anã, que variam em características como cor e formato da folha. A Anubia Anã mais popular, também é chamada de Anubias barteri var. nana, e também considerada a mais clássica entre elas! 

Essa espécie é considerada um rizoma (ou roseta), ou seja, plantas terrestres para aquário que se destacam pelo tamanho médio e pela fácil manutenção.

Além disso, uma particularidade da espécie, é que são extremamente resistentes e de fácil cultivo, sendo conhecida como “planta de plástico que cresce”. Possui folhas largas, com tonalidade verde-escuro e podem alcançar até 15 centímetros de altura, oferecendo assim, abrigo e proteção para os peixes e pets aquáticos.

  • Nome Científico: Anubias barteri var. nana
  • Manutenção: fácil
  • Temperatura: 20°C a 30°C
  • pH: 6.0 a 9.0 
  • Substrato: simples
  • Iluminação: média
  • CO2: não necessita

Lentilha d’água:

lentilha-dagua
lentilha-dagua

A Lentilha d’água é um tipo de Planta Flutuante, ou seja, é aquela que fica no topo do aquário, ajudando a limpar a água de substâncias tóxicas liberadas pelo material orgânico produzido naturalmente pelos peixes e pets aquáticos. 

Mas assim como seu nome já sugere, a Lentilha d’água é pequena e possui uma coloração verde intensa, que se espalha pela superfície do aquário, tornando o ambiente mais seguro e protegido para seus moradores.

Conheça a seguir, suas principais características:

  • Nome Científico: Lemna minor
  • Manutenção: fácil
  • Temperatura: 22°C a 28°C
  • pH: 5.0 a 9.0
  • Substrato: não necessita
  • Iluminação: média
  • CO2: não necessita

Musgo de Java: 

musgo-de-java
musgo-de-java

Os musgos são plantas que estão entre os favoritos para os que buscam aquários de fácil manutenção! Já que são resistentes, sobrevivem em locais com baixa iluminação e não precisam de adição de CO2 para sobreviver.

Já o Musgo de Java, é uma espécie de origem asiática, mas que conquistou o mundo, devido a sua versatilidade e popularidade embaixo d’água.

Essa planta cresce apoiada em troncos e pedras, proporcionando assim, maior resistência para seu cultivo. Além de ter um crescimento rápido e fácil. Porém, fixá-lo no aquário, pode ser um pouco complicado.

Você pode realizar uma amarração com uma linha de pesca ou uma cola especial para aquários. O importante é utilizar materiais seguros para não correr o risco de alterar o equilíbrio da água e o bem estar dos seus peixes!

  • Nome Científico: Vesicularia dubyana
  • Manutenção: Média
  • Temperatura: 18°C a 28°C
  • pH: 6.0 a 8.0 
  • Substrato: não necessita
  • Iluminação: média
  • CO2: não necessita

Trevos d’água:

trevo-dagua
trevo-dagua

E por último, mas não menos importante, os Trevos d’água, são popularmente conhecidos como Plantas Carpetes (ou Plantas Baixas), que assim como o nome já sugere, criam um carpete verde incrível no solo do aquário! Proporcionando ainda mais charme na decoração no seu vidro.

Além disso, elas possuem como características principais, folhas pequenas em formato de trevos e fácil cultivo. Mas, essa espécie é indicada para a formação de carpetes mais altos, visto que pode alcançar até 15 centímetros de altura (podendo assim, ser utilizadas também como moitas).

  • Nome Científico: Hydrocotyle tripartita
  • Manutenção: fácil
  • Temperatura: 18°C a 28°C
  • pH: 6.0 a 8.0 
  • Substrato: fértil
  • Iluminação: média
  • CO2: recomendado

Web Stories:

Gostou de conhecer as 5 Plantas Terrestres para Aquário? Então continue acompanhando os demais artigos na nossa categoria de plantas do blog.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

André Oliveira
André Oliveira
O site "Verde na Web" é gerenciado com dedicação ao cultivo de plantas, à produção de conteúdos que solucione questões e problemas relacionados à jardinagem buscando estimular a prática da jardinagem fornecendo conteúdo relevante e acessível, aumentando o conhecimento sobre e promovendo um maior contato com a natureza. Oferecemos conteúdos qualidade, incluindo dicas para cuidar de plantas, criar hortas, conhecer espécies de flores, plantas, suculentas, cactos, além de ideias de decoração e projetos de faça-você-mesmo
Fique por Dentro!

Cadastre-se e fique atualizado dos últimos artigos do Verde na Web

Artigos Relacionados